Publicidade e transparência são sempre bons!

Eu me lembro como se fosse hoje do Encontro de Núcleos Centro-Sul de 2004. Foi em São Bernardo do Campo e éramos 13 participantes de 5 estados diferentes. Na época eu era coordenador do Núcleo Regional de Jovens Líderes de São Paulo. E apesar de na foto estar batendo um “solzinho”, a noite fazia um frio danado, sendo que tivemos que “pegar emprestado” algumas blusas recolhidas na Campanha do Agasalho do Distrito de São Bernardo.

Encontro de Núcleos Centro-Sul

Foi o encontro em que discutimos como seria a Carta de Princípios da Rede Nacional de Jovens Líderes. Discutimos primeiro os conceitos de redes, comunicação e princípios, com muita ajuda de Cássio Martinho e sua publicação do WWF (“Redes: Uma Introdução às Dinâmicas da Conectividade a Auto-organização”, 2003).

Me lembro muito bem de um conceito, que foi inclusive para o documento que publicamos sobre a Carta de Princípios da Rede de Jovens Líderes na época. Cássio Martinho falava que “a informação é o alimento da rede”. E ele falava que “quando a informação flui, há uma operação plena da rede; quando a informação para, é concentrada ou represada, há um processo de concentração ou de desconexão em curso”.

Durante aquele final de semana em São Bernardo, em junho de 2004, o grupo que esteve lá presente trabalhou, discutiu e sugeriu os 10 princípios a serem adotados pela Rede Nacional de Jovens Líderes.

COMPROMISSO – PRÓ-ATIVIDADE – PUBLICIDADE

AUTONOMIA – INTEGRAÇÃO – TRANSPARÊNCIA

COOPERAÇÃO – RESPEITO – DINAMISMO – EQUIDADE

E eu me lembro muito bem que naquela época eu defendia muito 2 daqueles princípios, fazendo questão que eles estivessem presentes: publicidade e transparência.

Colocamos o princípio da Publicidade no documento dessa forma:

Tornar a informação pública. Entendendo-a como alimento da Rede, aqueles que controlam a informação controlam a dinâmica da Rede. Assim, numa simples constatação de centralização de informação, tem-se concentração de poder. E como já foi dito, há então um bloqueio do processo de formação de multi-lideranças, que por sua vez extingue a “pró-atividade”. E aqui, além de transportar significados de um lugar a outro, a informação tem por função organizar a ação da rede. E, para evitar essa manipulação, essa Rede terá por princípio disponibilizá-las das mais diversas formas possíveis (tornando-a pública aos membros da Rede), de forma que a vontade de se informar, enquanto atitude pró-ativa, agreguese à atitude – também pró-ativa – de disponibilizar informação, gerando um fluxo de informação contínuo, e portanto uma desconcentração de poder, formação de multi-lideranças e pró-atividade.

E o princípio da Transparência ficou dessa maneira:

Os Núcleos são animadores, fomentadores de comunicação. Mas, eles detêm um poder na Rede Nacional que outros nós não tem: são institucionalizados. Ou seja, são oficialmente validados. Numa estrutura que enxerga a fluidez como paradigma empoderador, essa facilidade pode significar concentração de poder, destruindo esforços no sentido de promover a multi-liderança e ações descentralizadas. Os nós podem perder a confiança nos Núcleos se imaginarem que ele (ou algumas de suas ações)  é uma “caixa preta”. A confiança talvez seja a única variável humana que permite a existência do “paradoxo dos exércitos”; e é uma das poucas que dá coesão a uma rede. Para minimizar possíveis efeitos negativos da sua atuação privilegiada, os Núcleos devem ser transparentes, introduzindo na Rede todas as estratégias tomadas quando das conversações com áreas específicas da UEB (ou onde exista um ‘poder’ específico). Aqui se aplica a seguinte idéia: “Não pode ser divulgado, não deve ser tentado”.

O quadrado de Kanizsa (à esquerda) ilustra a capacidade que temos em lidar com padrões inclompletos. Princípios devem ser vistos como o "quadrado inclompleto" que nos ajudam a montar, mentalmente, o quadrado branco.

E com base naqueles 10 princípios eu sempre procurei orientar minhas ações dentro da nossa instituição. Hoje, felizmente, além de termos um espaço específico no site dos Escoteiros do Brasil: www.escoteiros.org.br/internacional onde qualquer membro dos Escoteiros do Brasil pode ter acesso à todas as oportunidades da Área Internacional, temos uma conta no twitter @EscoteirosCNRI e uma página no Facebook: www.facebook.com/EscoteirosCNRI que são constantemente alimentadas, com total publicidade e transparência para todos os nossos associados. Além, é claro, de incluir as minhas experiências pessoais aqui no Blog.

Se você quiser saber diretamente as novidades do nível mundial, pode acessar com frequência o site da Organização Mundial do Movimento Escoteiro, através do link: http://scout.org/ ou você pode assinar a newsletter WORLDinfo através do worldinfo-en-subscribe@scoutnet.org

Se você quiser saber as novidades da nossa Região Interamericana, pode acompanhar o Boletim Informativo Mundus Novus, sempre disponibilizado no link: http://scout.org/en/around_the_world/region_interamericana/informacion_y_eventos/centro_de_recursos (sempre que sai uma edição nova nós divulgamos no Facebook e no Twitter)!

A Região Européia possui um blog específico, muito interessante e com a visita mais do que recomendada. O endereço é: http://www.europak-online.net/

E a Região Ásia-Pacífico também tem uma newsletter, que pode ser assinada através do inbox-subscribe@scoutnet.org

Também gostaria de aproveitar o post para destacar duas iniciativas de publicidade e transparência que eu acho louváveis. Ambas de dois grandes amigos.

João Armando Gonçalves

Uma delas é a página do Facebook do João Armando Golçalves. O João Armando é português, e foi eleito para o Comitê Mundial na Conferência do Brasil em janeiro de 2011, com total e integral apoio dos Escoteiros do Brasil (e vem correspondendo muito bem às nossas expectativas). Através da sua página no Facebook, qualquer um pode ficar sabendo da atuação do João como membro do Comitê Mundial. Se você ainda não “curtiu” a página do João, clique aqui https://www.facebook.com/joaoarmando.wsc e “curta” já!

Por fim, a última iniciativa que eu gostaria de divulgar é o Blog Transparência: Altamiro no CAN. Altamiro Vilhena foi eleito para o Conselho de Administração Nacional dos Escoteiros do Brasil no Congresso Nacional Escoteiro de 2011, realizado em Brasília, DF. Através do seu blog, Altamiro nos passa informações precisas sobre o escotismo no Brasil, bem como documenta toda a sua participação no CAN, sempre justificando suas posições. Se você ainda não conhece o Blog do Altamiro, acesse o link http://altamironocan.wordpress.com/ e passe a acompanhar as suas ações de perto.

Transparência: Altamiro no CAN

E você? Tem atuado com publicidade e transparência na sua função no escotismo? Isso vale desde o monitor, que deve passar para a sua Patrulha o que foi decidido na Corte de Honra, até o membro do Comitê Mundial, como o João Armando.

Esse post foi publicado em Scouts e marcado , , . Guardar link permanente.

5 respostas para Publicidade e transparência são sempre bons!

  1. Altamiro Vilhena disse:

    Ricardo,
    Agradeço a honra e o prestígio ao blog. Sempre é bom termos comentários elogiosos vindo de quem é competente e realizador.
    Todo o texto na verdade é útil para a leitura, pois nos traz a necessidade da reflexão sobre estes importantes temas: transparência e publicidade.
    Só fiquei com uma dúvida… o cabeludo é o Xaud??? hehe!

    Abração,
    SAPS!
    Altamiro

  2. Nando disse:

    Ricardinho, agora você me deixou enrascado… Tenho que fazer um comentário bonito! Hehehehe…

    Bom, primeiramente, ótimo tema: tratar de publicidade, tranparência, são coisas importantíssimas dentro de qualquer organização. Definitivamente, elas são pontos de partidas para auxiliar os outros princípios citados. Delas, consigo imaginar que possamos derivar além da proatividade, indo para o campo da coletividade. Quando compartilho informação, compartilho também a responsabilidade. Isso foi uma coisa que aprendi no meu trabalho: quando tenho um problema, situação ou informação e compartilho com meus colegas e a quem mais possa interessar, estou na realidade compartilhando a responsabilidade desta informação. Se digo que somos convidados para o 5º Encontro Internacional

  3. Nando disse:

    Ricardinho, agora você me deixou enrascado… Tenho que fazer um comentário bonito! Hehehehe…

    Bom, primeiramente, ótimo tema: tratar de publicidade, tranparência, são coisas importantíssimas dentro de qualquer organização. Definitivamente, elas são pontos de partidas para auxiliar os outros princípios citados. Delas, consigo imaginar que possamos derivar além da proatividade, indo para o campo da coletividade. Quando compartilho informação, compartilho também a responsabilidade. Isso foi uma coisa que aprendi no meu trabalho: quando tenho um problema, situação ou informação e compartilho com meus colegas e a quem mais possa interessar, estou na realidade compartilhando a responsabilidade desta informação. Se sei que somos convidados para o 5º Encontro Internacional “Escotismo e Jovens com Necessidades Especiais”, não compartilho a informação e, portanto, ninguém vai representar os Escoteiros do Brasil, é óbvio que o ônus é meu. Agora, se passo a informação adiante, todos os associados sabem do convite e ninguém vai, o ônus é de todos (ficou claro?).

    O problema que enxergo, é que quando lidamos com informação, caímos em dois modelos distintos. O primeiro diz que caso a informação não chegue, a culpa ou é do interlocutor, que segura a informação ou a passa incompleta, ou é culpa do meio de transmissão, forma inadequada para transmitir. O segundo já prevê que a culpa também é aplicada ao receptor, que não busca a informação. Não sei bem, mas acho que não é nem um caso, nem outro. Acho que a informação flui com mais facilidade quando ela é de interesse. Se o associados dos Escoteiros do Brasil, ou de qualquer outra organização, não se interessa por um tipo de informação, desista. Primeiro é necessário estimular o interesse e depois transmitir a mensagem.

    Do contrário, serão apenas palavras ao vento…

    Ufa! Ficou meio grandinho, né? Mas espero que não tenha esgotado o assunto… Espero voltar amanhã e ver mais comentários… Hehehehe…

    Beijos&Abraços!

  4. Carla Neves disse:

    Altamiro.. ele te enrolou e não respondeu!! Siiiim, o cabeludo é o Xaud!!
    :p

    Stuber, ótimas palavras e lembranças.. também me recordo com muito carinho daquele momento e da importância que ele gerou até os dias de hoje.
    Também me lembro que não sosseguei enquanto não chegamos a 10 princípios, lembra?? Ficamos em 9 e eu enchi a paciência para colocarmos respeito..😉

    Beijão e que os princípios da Rede de JL´s se consolidem por toda a instituição!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s